Same Mistakes - Continuação da Maratona *último capítulo* - Capítulo 13

30 de jun de 2013 | | |
S T Y L E S
Cute

- O que você faz aqui? - Perguntei. Harry estava lá embaixo com pedrinhas nas mãos. - Harry, joga essas pedras fora! Por favor.
- Tá bom, desce aqui. - Pronto, tá concluído que ele é louco.
- Você tá louco Styles? - Nesse momento trovejou e começou a chover.
- Vem logo S/N, eu to de carro.
- Harry, onde nós vamos? Tem escola amanhã!
- Não voltamos tarde!
- Nossa, belo argumento, já são quase 22:00...
- Eu prometo que voltamos antes da 1 da manhã.
- Tá... mas como eu vou descer?
- Pela porta da frente?
- Mas e se minha tia estiver lá?
- Ela não está, dá para ver que está tudo apagado.
- Tá, eu vou descer, espera aí. - Fechei a janela e troquei de roupa rapidinho. Fui até o quarto da minha tia, só para me certificar de que ela estava dormindo e desci. Abri a porta e Harry estava lá, com um guarda-chuva e só com uma bermuda e um casaco fino.
- Harry, você é louco?
- Por que?
- Você está com uma bermuda, com um casaco muito fino, você não está com frio?
- To sim, isso aqui é um pijama.
- Tem certeza q é um pijama?
- Tenho sim. - Riu. - Vamos?
- Não quer que eu veja uma calça para você? Meu tio morava aqui e ainda tem uma roupas dele aqui.
- Como assim "morava"?
- Meus tios são divorciados.
- Nossa, desculpa, já estava matando seu tio. 
- Não tudo bem, acontece. Então, vamos?
- Sim, claro. Vem, o carro está ali. - Eu fechei a porta e deixei a chave dentro do vaso de flores e fomos em direção ao carro. Entramos nele e começamos a andar. Duas quadras depois ele parou... estávamos na frente do estúdio.
- O que fazemos aqui? - Perguntei.
- Eu quero te mostrar uma coisa, espera ai que eu vou com o guarda-chuva até ai. - Ele saiu do carro e veio até minha porta, abriu-a e eu sai embaixo do guarda-chuva. Ele me abraçou e fomos até o estúdio, ele abriu e subimos. 

Ele entrou na sala em que estávamos mais cedo e ele ligou as luzes, pediu para eu sentar e ligou a música. Ele colocou para tocar uma música clássica e me chamou para dançar. Ele é muito gênio, por que ele pediu para eu sentar se ele ia me puxar para dançar?

- Não Harry, eu não sei dançar. - Disse.
- Vem, eu te ensino.
- Não, eu não tenho coordenação motora, vou pisar em seus pés e você vai tropeçar nos milhares pés esquerdos que eu tenho.
- Vamos, eu te ensino. - Ai, esses olhos me fizeram ceder...
- Tá... mas eu não me responsabilizo por seus pés. - Ele riu e ele começou a me ensinar.
- Vem, chega mais perto, eu não mordo. - Cheguei mais perto e ele colocou minhas mãos em seu peito, pegou minha mão e segurou, passou sua outra mão em minhas costas. Começamos a dançar.

Estávamos dançando há algum tempo e nossos olhos ainda não haviam perdido o brilho, a cada passo que dávamos, nos olhávamos e sorríamos. Cada sorriso era verdadeiro, cada olhar era mais verdadeiro a cada instante. 
Não pensava em mais nada a não ser nele e no presente.
Não haviam problemas.
Não haviam dores.
Nada podia nos atrapalhar num momento tão especial.
Paramos de dançar e começamos a nos olhar, entrelacei minhas mãos em seu pescoço e ele abraçou minha cintura.

- Ninguém nunca se deu o trabalho de me chamar tarde da noite e fazer isso ou algo parecido. - Sorri. Estava emocionada, e estava segurando as lágrimas para não chorar. Ninguém nunca me tratou assim.
- Daqui para frente, você vai ser tratada como uma rainha, minha rainha. - Ele sorriu e eu também. Mas infelizmente, eu sei onde isso vai chegar e eu ainda não estou pronta para um novo relacionamento. Eu me separei dele e ele, coitado, ficou com uma cara de "What?" e eu ri fraco.
- Desculpa Harry, eu... eu não posso... eu... ainda não estou pronta. Desculpa. - Olhei para baixo e comecei a chorar. Ele veio até mim e eu chorei mais. Ele me abraçou e forte.
- Olha S/N, eu respeitarei seu tempo. - Sorriu. - Eu te amo, S/N. E sempre te esperarei. - Sorri e apertei o abraço. 
- Desculpa Harry.
- Não precisa se desculpar por algo que não fez. Eu que apressei as coisas mesmo sabendo de toda a sua situação, me desculpa você. - Ele soltou o abraço e me olhou.
- Tudo bem. - Eu sorri, olhei no meu relógio e vi que já eram quase meia noite. - Hazza, eu preciso ir. Está tarde.
- Ok, eu te levo até sua casa. - Ele foi até o som e desligou a música que estava me dando mais sono do que eu já estava, eu fui até a porta e esperei ele apagar a luz, ele apagou e descemos, ele me abraçou novamente e fomos de guarda-chuva até o carro. Entramos e fomos para a minha casa.

Chegando lá, saímos do carro e ele me acompanhou até a porta.

- Foi legal fugir por duas horas e meia com você, Styles. - Eu disse.
- Também achei S/N. - Ele sorriu.
- Está triste comigo, Harry?
- Não, não... é que... ah, é normal, né? 
- Não sei... bom, qualquer coisa me liga. - Eu peguei a chave no vaso e destranquei a porta, dei um último tchau para Harry e quando eu ia entrar, ele me puxou pelo braço e com o impacto, nossos lábios selaram e iniciamos um beijo. Este era mais urgente, mas ao mesmo tempo doce. Paramos o beijo com selinhos.

- Eu te amo S/N.
- Eu também te amo, Harry. - Ao terminar esta frase, eu entrei. - Tchau Harry, até amanhã.
- Até... 

Oi Oi Povaas!! Gostaram? Desculpa pelo horário, é que eu estava buscando inspiração para poder terminar este capítulo. Comentem então u.u preciso de ideias de como o Harry irá conquistar a S/N, lá no fundo do coração e assim ela namorar com ele. Ok? Beiju!


3 comentários:

  1. Aah meu que perfeito *--* continua logo por favor!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou continuar amore, mas só no início de agosto... *3*

      Excluir

Se ler comenta e me deixe feliz! Cada comentário me motiva e me deixa com mais vontade de escrever! Ou seja, quanto mais comentários, mais capítulos!

Love you! Malikisses and horanhugs Xx